Como ser mais eficiente e reduzir custos na Indústria 4.0


Pesquisa mostra que 35% das empresas que já adotaram o modelo da Indústria 4.0 deverão reduzir custos e ter ganhos acima de 20% até 2021.

Como ser mais eficiente e reduzir custos na Indústria 4.0

Nem sempre é fácil atender à pressão pela redução de custos na indústria, ao mesmo tempo em que se busca mais eficiência na produção. Ocorre que estamos entrando na indústria 4.0, que é mais autônoma e comunicativa entre si, tanto para pessoas, como para objetos, máquinas e processos.

Embora existam tecnologias e inovações que possibilitam o avanço das indústrias, muitos processos e atividades mantidos até hoje tornam a linha de produção mais custosa. A boa notícia é que, com informação, tecnologia e uma gestão de custos mais adequada, é possível fazer o controle de produção e evitar desperdícios.

O panorama da indústria e a tecnologia como aliada

De acordo com uma pesquisa global da PricewaterhouseCoopers (PWC), 86% das indústrias esperam reduzir custos e aumentar receitas até 2021. Daquelas empresas que já adotam o modelo de indústria 4.0, um total de 35% esperam, nesse mesmo período, ganhos acima dos 20%.

As estimativas só devem crescer conforme o tempo, já que, hoje, novas tecnologias conseguem reduzir o Custo Total de Propriedade (TCO) de equipamentos de produção. Ainda segundo a PWC, algumas mudanças que permitem essa redução são as manutenções preditivas, que eliminam até 70% das falhas de fabricação, e as informações, que, quando baseadas em dados, aumentam a produtividade em até 30%.

Com o advento do IoT (Internet das Coisas), é possível que uma máquina torne uma linha de produção mais eficiente, analisando todo o trabalho em tempo integral e, assim, se antecipando às manutenções e diminuindo significantemente o volume de falhas.

Qual é o real consumo e gasto de determinado motor? A resposta para essa pergunta, assim como para inúmeras outras que atrapalham a redução e a gestão de custos pela falta de precisão, pode ser respondida por m