7 tendências tecnológicas para a indústria em 2019


Tendências tecnológicas para a indústria em 2019

Entre as inovações destacadas está a utilização de robôs autônomos, de IA em equipamentos industriais e a tecnologia dos gêmeos virtuais

Imagine suas ideias mais ousadas sendo aplicadas livremente na linha de produção da empresa. Pense em controlar e monitorar todos os setores da fábrica estando em qualquer lugar do mundo. Trabalhar lado a lado com robôs, ver processos que começam e finalizam sozinhos, ter acesso à análises automáticas com dados coletados em todos os setores. Essas e outras ações estão acontecendo neste exato momento e a evolução tecnológica da indústria tem tudo para se fortalecer ainda mais em 2019. Confira abaixo sete tendências que já estão disponíveis para implementação:

1. Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial na indústria permite mais produção com menor custo e torna as fábricas mais competitivas e eficientes. De maneira prática, a IA também pode ser aplicada para melhorar o monitoramento do tempo dos ciclos de produção, da quantidade de material utilizado e fornecer informações para reorganizar a linha de produção da forma mais eficiente possível. Robôs com IA são capazes de realizar diversas tarefas impossíveis ou perigosas para o ser humano, como manusear matéria-prima tóxica, analisar componentes microscópicos, inspecionar 100% dos produtos de uma linha de produção e trabalhar por longos períodos sem pausa.

2. Robotização

A robotização apresenta inúmeras vantagens para a indústria. Ela possibilita a utilização de robôs em várias tarefas, como fabricação, manutenção, limpeza e outras funções. Os robôs industriais geralmente desempenham tarefas repetitivas e que exigem precisão. Implementar essa tecnologia na fábrica ficou muito mais acessível por conta dos modelos de locação que permitem usufruir dos benefícios dessa tendência por um preço fixo mensal.

3. Equipamentos Autônomos

Os autônomos, como robôs, drones e alguns veículos, são uma das grandes tendências para 2019. Essas tecnologias usam inteligência artificial para automatizar funções e trabalhar por conta própria, sem necessidade de intervenção humana. Sua automação vai além dos modelos de programação mais tradicionais e cria comportamentos inteligentes que interagem de forma mais natural com o ambiente, objetos e pessoas. Por exemplo: os equipamentos autônomos podem ser acionados automaticamente para buscar suprimentos para a linha de montagem antes que eles acabem. O software entende que é o momento de disparar determinada função na cadeia produtiva e despachar por conta própria o início daquela etapa de produção.